domingo, 15 de julho de 2018

D 13 - CT APA


D a t a s

Batimento de Quilha: 28 de dezembro de 1940
Lançamento: 30 de maio de 1945
Incorporação: 10 de dezembro de 1949
Baixa: 22 de julho de 1964

C a r a c t e r í s t i c a s

Deslocamento: 1.258 ton (leve), 1.418 ton (padrão) e 1.886 ton (carregado).
Dimensões: 98.45 m de comprimento, 95.10 m de comprimento entre perpendiculares, 10.6 m de boca, 6.10 m de pontal e 3.3 m de calado máximo.
Propulsão: vapor; 3 caldeiras Babcock & Wilcox de 
412 kg/cm2 a 352º C; 2 turbinas a vapor Westinghouse gerando 34.600 shp, acopladas a dois eixos com hélices de passo fixo
Eletricidade: 2 turbo-geradores Westinghouse, um gerador diesel de serviço e um gerador diesel de emergência.
Velocidade: máxima de 33 nós e econômica de 13.5 nós.
Raio de ação: 3.600 milhas náuticas.
Armamento: 4 canhões de 5 pol./38 (127 mm) em reparos singelos
4 canhões Bofors L/60 de 40 mm em dois reparos duplos Mk 1 mod.66 metralhadoras Oerlikon Mk 6 de 20 mm/70 em reparos singelos; 2 reparos triplos de tubos de torpedo Mk-14 mod.12 de 21 pol. (533 mm); 2 calhas de cargas de profundidade Mk 3 e 2 projetores laterais do tipo K Mk 6 mod.1 para cargas de profundidade Mk 6 ou Mk 9.
Sensores: (?)1 radar de vigilância aérea AN/SPS-6C; (?)1 radar de superfície AN/SPS-4; 1 radar de direção de tiro Mk-28 mod.3, acoplado ao sistema de direção de tiro Mk-33 mod.38 integrado ao sistema de designação de alvos Mk-5; duas diretoras Mk-T mod.2 e duas calculadoras Mk-T para os canhões de 127 mm; telêmetro Mk-41 mod. 8; calculadora Mk-10 mod.66B; agulha giroscópica Sperry Mk-15 mod.5; três transmissores TED; um transmissor TDE; um transmissor TBL-3; um transceptor TCS; dois transceptores AN/ARC-1; RBA-1, RCH, AN/URR-35, RBM e RBA; um transceptor TCS-12; odômetro de fundo; 1 ecobatimetro NMC-1; radiogoniômetro RCA DP-12 e um sonar de casco QCR-1.
Código Internacional de Chamada: ?
Tripulação: 108 homens, sendo 8 oficiais, 2 suboficiais, 13 sargentos e 85 cabos e marinheiros.
Obs: Características da época da incorporação na MB.




H i s t ó r i c o

O Contratorpedeiro Apa - A 6, foi o terceiro navio a ostentar esse nome na Marinha do Brasil, em homenagem a esse Rio no Mato Grosso, na divisa do Brasil com o Paraguai. O Apa foi construído pelo Arsenal de Marinha da Ilha das Cobras, no Rio de Janeiro. Teve sua quilha batida em 28 de dezembro de 1940, foi lançado ao mar e batizado em 30 de maio de 1945, em cerimônia conjunta com o CT Acre - A 4., tendo como madrinha a Sra. Marcondes Filho, esposa do então Ministro do Trabalho Alexandre Marcondes Machado Filho. Em 10 de dezembro foi incorporado a Armada pelo Memorando nº 1619 do Chefe do Estado-Maior da Armada ao 1º Distrito Naval, em cumprimento ao Aviso nº 2431 do Ministro da Marinha. Seu primeiro comandante foi o Capitão-de-Fragata Nilo de Figueiredo Costa.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

A 140 - PHM - ATLÂNTICO - EX HMS OCEAN

O HMS  Ocean  , AGORA A 140 - ATLÂNTICO,   é um navio relativamente novo. Construído em Clyde pelo estaleiro Kvaerner Govan, foi equ...