domingo, 15 de julho de 2018

D 30 - CT PERNAMBUCO - LEÃO DO NORTE - TICOBUCO



D a t a s


Batimento de Quilha: 17 de janeiro de 1963
Lançamento: 26 de março de 1964
Incorporação (USN): 15 de maio de 1965
Baixa (USN): 29 de setembro de 1988
Incorporação (MB): 25 de setembro de 1989
Baixa (MB): 11 de março de 2004

C a r a c t e r í s t i c a s


Deslocamento: 2.624 ton (padrão), 3.560 ton (carregado).
Dimensões: 126.33 m de comprimento, 13.47 m de boca e 7.90 m de calado (domo do sonar).
Propulsão: 2 caldeiras Foster-Wheeler turbo pressurizadas de 83.4 kg/cm2 a 510º C; 1 turbina a vapor G.E. de 35.000 shp, acoplados a um eixo com hélice de cinco pás.
Combustível: 600 tons.
Eletricidade: geradores diesel produzindo um total de 2.000 kw.
Velocidade: máxima de 27 nós.

Raio de ação: 4.000 milhas náuticas a 20 nós.
Armamento: 2 canhões de 5 pol. (127 mm) em duas torres Mk-30 singelas; 2 lançadores triplos Mk 32 de torpedos A/S de 324mm; 1 lançador óctuplo de foguetes A/S ASROC Mk-116 mod.3 sem recargas e 4 metralhadoras Browing .50 pol. (12,7 mm).
Sensores: 1 radar de vigilância aérea tipo SPS-40B; 1 radar de vigilância de superfície SPS-10C, 1 radar de navegação LN-66; 1 radar de direção de tiro Mk-35, acoplado ao sistema de direção de tiro Mk-56; TACAN SRN-15; CME ULQ-6B; MAGE WLR 1C e WLR 3A; 2 lançadores sêxtuplos de chaffs/flares RBOC Mk 33, sonar de casco SQS-26 AXR, integrado ao sistema de direção de tiro A/S Mk-114 e engodo rebocável para torpedos SLQ-25 Nixie.

Sistema de Dados Táticos: ?.
Aeronaves: 1 helicóptero Helibrás UH-12/UH-13 Esquilo ou SAH-11 Lynx (a partir de 1995 AH-11A Super Lynx).
Código Internacional de Chamada: PWPM
Tripulação: 286 homens, sendo 18 oficiais e 268 praças.
Obs: Características da época da incorporação na MB.



H i s t ó r i c o

O Contratorpedeiro Pernambuco - D 30, ex-USS Bradley - FF 1041, é o terceiro navio a ostentar esse nome na Marinha do Brasil. Em 15 de abril de 1989, foi autorizada pelo Governo Norte-Americano, a transferência por empréstimo a MB, de quatro Fragatas da classe Garcia. O Pernambuco foi construído pelo estaleiro Bethlehem SB., em San Francisco, Califórnia. Foi incorporado a Marinha do Brasil em cerimônia realizada na Base Naval de San Diego, Califórnia, em 25 de setembro de 1989. Naquela ocasião, assumiu o comando o Capitão-de-Fragata Luiz Augusto Correia.

Cabe notar que o Pernambuco, foi incorporado a U.S. Navy como Contratorpedeiro de Escolta, sendo reclassificado como Fragata em 1975, assim como todas as outras unidades de escolta dotadas de apenas um eixo propulsor.

A oficialidade do recebimento do Pernambuco foi a seguinte:

     - CF Luiz Augusto Correia – Comandante
     - CC Ilques Barbosa Júnior – Imediato

     - CC Luiz Carlos de Carvalho Roth – CheOp
     - CC Klaus Rolf Zeidler – CheMaq
     - CC Omar Amílcar Temer Júnior – CheArm
     - CT (IM) Hamilton Luiz Jardim Sardinha

     - CT Aroldo Cordeiro Torres
     - CT Edervaldo Teixeira de Abreu Filho
     - CT Joese de Andrade Bandeira Leandro
     - CT Júlio César Barreto Leite da Silva
     - 1º Ten Fuad Gatti Kouri
     - 1º Ten José Mariceu da Costa Monteiro
     - 1º Ten Mauro José Rocha de Araújo
     - 1º Ten Rodolfo David da Costa
     - 1º Ten (MD) Marcos César Santiago Garcia
     - 1º Ten (IM) Aldemir Lima Nunes
     - 2º Ten Sidney da Silva Pessanha
     - 2º Ten Argens José de Carvalho Júnior


Nenhum comentário:

Postar um comentário

A 140 - PHM - ATLÂNTICO - EX HMS OCEAN

O HMS  Ocean  , AGORA A 140 - ATLÂNTICO,   é um navio relativamente novo. Construído em Clyde pelo estaleiro Kvaerner Govan, foi equ...